Se você quer manter limpa a sua cidade e bem administrada, comece varrendo diante de sua casa e não vendendo o seu voto. >Provérbio: De Quem Tem Juízo<

PORTAL  -  MACEIÓ  -  ALAGOAS  -  RESPEITO & PROTEÇÃO  -  CULTURA POPULAR  -  MEIO-AMBIENTE  -  REPRESENTANTES  -  GUIA COMERCIAL  -  FALE CONOSCO

        TUDO O QUE PEÇO AOS         
         POLÍTICOS É QUE SE
     CONTENTEM EM MUDAR O
   MUNDO SEM COMEÇAR MUDAR
             A VERDADE.

                                       
 
JEAN PAULHAN
 PREFEITO
 VICE-PREFEITO
 VEREADORES
 GOVERNADOR
 VICE-GOVERNADOR
 DEPUTADOS ESTADUAIS
 DEPUTADOS FEDERAIS
 SENADORES

 

 

 

PREFEITO
MUNICÍPIO DE MACEIÓ


Foto do Deputado RUI PALMEIRA

Prefeito Rui Soares Palmeira (Maceió, 13 de Setembro de 1976)  é um advogado e político  brasileiro, é filho da arquiteta Susana Bandeira Soares Palmeira e de Guilherme Gracindo Soares Palmeira (advogado, ex-deputado estadual e ex-governador de Alagoas, ex-prefeito de Maceió, ex-senador e ministro aposentado do Tribunal de Contas da União).  Atual prefeito da cidade de Maceió, é filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Casado com a advogada tributarista e mestra em Direito pela Universidade Federal de Alagoas   (UFAL), Tatiana Araújo Alvim Palmeira, Rui é pai de Beatriz Alvim Soares Palmeira e Isabelle Alvim Soares Palmeira. Cursou Direito no Centro de Estudos Superiores de Maceió (CESMAC), formando-se posteriormente em Direito pelo Centro Universitário de Brasília - UNICEUB (DF). Também fez pós-graduação em Direito Tributário e Finanças Públicas pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), Brasília.

Histórico Político

Em 2006 Rui Palmeira foi eleito deputado estadual em Alagoas, obtendo 21.752 votos, sendo o primeiro colocado em sua coligação. Durante o seu mandato iniciado em 2007, Palmeira foi autor de Projetos de Lei como o que institui o recibo único anual de água, energia elétrica, telefone e serviços de concessionárias públicas além de ser da sua autoria a emenda à Constituição Estadual que estabelece punição aos empresários que comercializarem combustíveis adulterados em Alagoas. Durante o seu mandato eclodiu a Operação Taturana  da Polícia Federal que teria desviado R$ 302 milhões nos cofres do Legislativo Estadual da Assembléia Legislativa Estadual. Rui Palmeira foi um dos poucos parlamentares não envolvidos no escândalo, que resultou inclusive na prisão e no afastamento do mandato de parlamentares estaduais.

Também foi contra as eleições antecipadas da Mesa Diretora da casa, cobrou a redução do valor do duodécimo repassado pelo Executivo ao Legislativo, apoiando a aplicação destes recursos em ações de saúde, educação, infra-estrutura, cultura e esporte. Em março de 2009, junto a outros parlamentares, impetrou no Fórum do Barro Duro, em Maceió, um mandado de segurança contra a decisão da Mesa Diretora da Assembléia de fechar as portas do Poder Legislativo em virtude de uma greve de servidores do Poder. O parlamentar também combateu a Gratificação de Apoio Parlamentar (GAP), transformada posteriormente em Gratificação de Dedicação Exclusiva (GDE), propondo Projeto de Lei para a extinção desta gratificação. De acordo com as investigações da PF, recursos da GAP foram desviados dentro do esquema de fraudes e corrupção que lesou a Assembléia. Rui cobrou oficialmente transparência nas contas da Assembléia, exigindo em requerimentos a publicação dos dados financeiros da Assembléia como a folha de pessoal e do Legislativo, antecipando demanda conquistada em 2012 com a Lei de Acesso à Informação.

Na Assembléia Legislativa, também foi autor do projeto que criou a Comissão de Meio Ambiente (CMA). Foi membro da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e integrou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Combustíveis  , sendo seu relator. Ele foi autor de Projetos de Lei como o que institui o recibo único anual de água, energia elétrica, telefone e serviços de concessionárias públicas além de ser da sua autoria a emenda à Constituição Estadual que estabelece punição aos empresários que comercializarem combustíveis adulterados em Alagoas.

A Lei que institui a isenção no pagamento a taxa de inscrição em concursos públicos estaduais aos doadores de sangue, carentes, assalariados que recebem até um salário mínimo e desempregados,a Lei que amplia a punição para quem comercializa madeira de forma ilegal, a Lei que institui a Ficha de Notificação de Maus Tratos, protegendo a criança e o adolescente, e a Lei que regulamenta a prática dos esportes de aventura em Alagoas também são iniciativas do parlamentar.

Rui Palmeira foi eleito deputado federal em fevereiro de 2011. No primeiro ano de mandato, ocupou as posições de vice-líder nacional do PSDB e de vice-líder da minoria (oposição). Integrou a Comissão de Finanças e Tributação e a Comissão de Turismo e Desporto. Na Câmara, foi autor de proposições legislativas como os requerimentos com cobrança por mais agilidade nas obras de duplicação do trecho alagoano da BR 101 e por fornecimento de energia elétrica com mais qualidade aos alagoanos por meio da Eletrobras Alagoas. Defendeu as Reformas Tributária e Política, em prol da desoneração do setor produtivo e do aperfeiçoamento do sistema político brasileiro.

Rui Palmeira votou contra a flexibilização e contra o segredo nas licitações das obras do governo preparatórias para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Defendeu a ampliação dos repasses da União à saúde pública nacional, por meio da ampliação dos valores aplicados pelo governo no Programa de Saúde da Família (PSF). Defendeu a expansão do setor do turismo por meio de sua classificação como atividade exportadora e trabalhou para que Alagoas fosse beneficiada com mais recursos provenientes do governo federal.

No primeiro ano de mandato o parlamentar destinou R$ 15 milhões em recursos de emendas parlamentares em benefício da sociedade alagoana, além de outros R$ 1,5 milhão para investimentos na educação em cidades do interior do estado. Por sua atuação na câmara, Rui Palmeira foi contemplado com o título de 19º deputado federal mais bem avaliado do país pela revista Veja no ano de 2012.

Em 2012, Rui Palmeira foi eleito em primeiro turno prefeito de Maceió para a administração do quadriênio 2013-2016, obtendo 230.129 votos. Em 2016, Rui foi reeleito com  241.977 votos (60,27% dos votos válidos).


 

TV AO VIVO

TV BRASIL

TV BRASIL - YOUTUBE

TV MUNICÍPIO

TV  ESTADUAIS
Banner TV Assembleia

TV  FEDERAIS
Câmara dos Deputados

TV SENADO

 
 
 
 
Institucional Quem Somos Franquia Termos de Uso Política de Privacidade Trabalhe Conosco Contato Registro História Galeria de Fotos Telefones Úteis Interatividade Login Cadastre-se Envie sua Notícia Cadastre seu Event...

Veja mais em: https://registro.portaldacidade.com/?utm_source=copy
Institucional Quem Somos Franquia Termos de Uso Política de Privacidade Trabalhe Conosco Contato Registro História Galeria de Fotos Telefones Úteis Interatividade Login Cadastre-se Envie sua Notícia Cadastre seu Event...

Veja mais em: https://registro.portaldacidade.com/?utm_source=copy
Institucional Quem Somos Franquia Termos de Uso Política de Privacidade Trabalhe Conosco Contato Registro História Galeria de Fotos Telefones Úteis Interatividade Login Cadastre-se Envie sua Notícia Cadastre seu Event...

Veja mais em: https://registro.portaldacidade.com/?utm_source=copy
Institucional Quem Somos Franquia Termos de Uso Política de Privacidade Trabalhe Conosco Contato Registro História Galeria de Fotos Telefones Úteis Interatividade Login Cadastre-se Envie sua Notícia Cadastre seu Event...

Veja mais em: https://registro.portaldacidade.com/?utm_source=copy

FALE CONOSCO
QUEM É PORTAL DE MACEIÓ
ANUNCIAR

PORTAL DE MACEIÓ
 
     

@ PORTAL DE MACEIÓ